Aeroporto de Petrolina reforça ações de segurança operacional

Garantir a segurança das operações no Aeroporto Internacional de Petrolina (PNZ) é premissa fundamental da CCR Aeroportos, concessionária que administra o aeroporto desde março deste ano. Uma das ações realizadas para este fim é a “Caça F.O.D.” (sigla da expressão em inglês Foreign Object Debris ou Detritos de Objetos Estranhos, em tradução livre), que consiste em uma caminhada pela área operacional do aeroporto em busca de qualquer objeto estranho à operação, como itens perdidos por passageiros ou derrubados durante o serviço e trânsito de aeronaves, veículos e equipamentos no pátio. 

Esses objetos podem comprometer o funcionamento do aeroporto e até mesmo causar acidentes, pois os motores dos aviões puxam o ar da frente para jogá-lo para trás e, caso algum objeto seja sugado pelo motor, pode ocasionar danos e prejuízos não apenas materiais como a vidas. “A busca por objetos estranhos na área operacional é uma prática diária das Equipes Safety e Operações do aeroporto. Mas, periodicamente, ampliamos essa atividade e envolvemos diversas equipes, como as de Fauna, SPE (Segurança, Prevenção e Emergência) e Manutenção, para reforçar esse cuidado que ajuda a garantir a integridade e segurança de todos”, explica o gerente do Aeroporto de Petrolina, Jamerson Vasconcelos.

Em Petrolina, entre os principais itens recolhidos estão pedras, lacres, etiquetas de bagagem e até copos descartáveis.

Sobre a CCR Aeroportos | A CCR Aeroportos, Negócio do Grupo CCR, opera 20 aeroportos no mundo, firmando sua presença em quatro países e nove estados brasileiros. Com a recente expansão a empresa se consolidou como uma das maiores operadoras em número de aeroportos no Brasil. Ao todo administra 17 aeroportos brasileiros: São Luís e Imperatriz, no Maranhão; Palmas, no Tocantins; Teresina, no Piauí; Petrolina, em Pernambuco; Goiânia, em Goiás; o Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, por meio da BH Airport, e o Aeroporto da Pampulha, em Minas Gerais; Curitiba, Bacacheri, Londrina e Foz do Iguaçu, no Paraná; Navegantes e Joinville, em Santa Catarina; e Pelotas, Uruguaiana e Bagé, no Rio Grande do Sul. No exterior, a empresa opera os aeroportos de Juan Santamaria (Costa Rica), Quito (Equador) e Curaçao (Antilhas Holandesas). Em todas estas operações, a CCR Aeroportos movimenta cerca de 42 milhões de passageiros/ano. 
 

 

Utilizamos cookies para melhorar o desempenho e sua experiência ao utilizar nosso site. Nós procuramos, assim, explicar de forma transparente como, quando e porque utilizamos cookies. Ao acessar o nosso site, você concorda com a política de cookies e privacidade.